Por qual razão alguém usaria seus imóveis, carros, jóias e objetos de valor, ou seja, seus próprios bens em troca de empréstimo? Simples, em algumas situações essa é a única alternativa para obtenção de dinheiro emprestado, será!

Os agiotas preferem essa modalidade de garantia de empréstimos, a mesma garantia também é aceita em instituições bancárias e financeiras convencionais. Além disso, é possível penhorar jóias, relógios de ouro, canetas raras e prataria no Penhor da Caixa com juros relativamente atraentes, depois é só pegar de volta.

Dar imóveis como garantia para agiotas é uma operação altamente ariscada, considerando as inúmeras possibilidades de empréstimo disponíveis e das muitas formas para ganhar dinheiro. O simples fato de não se qualificar para empréstimos em bancos não é motivo para encontrar agiotas e solicitar crédito.

Para piorar, dar seus bens em troca de empréstimo não irá resolver absolutamente nada, além do agiota depreciar o valor real dos objetos penhorados e do imóvel dado em garantia, a relação com o valor emprestado é ridículo.

Os juros cobrados por mês são predatórios, entre 10% e 30% ao mês. O que você deve entender é que não há esperança quando seus bens são colocados numa operação de crédito rápido com agiota.

Se você está pensando em oferecer bens como garantia para obter empréstimo, o conselho é bem simples, continue com seus bens, procure formas alternativas para colocar seu imóvel como garantia, muitos bancos aceitam imóveis, mas a documentação deve estar sem nenhum ônus.

Para muitas pessoas, pode ser muito difícil solicitar a algum amigo ou membro da família o dinheiro que precisa. Porém, essa parece ser uma ótima maneira de obter grana para resolver pelo menos temporariamente suas dificuldades financeiras.

Dica: Vale lembrar que atualmente para alguém conseguir ter acesso à crédito, é preciso apresentar boas garantias para que os credores façam liberações de limites e empréstimos. No sistema financeiro você pode colocar seus bens em troca de empréstimo, você consegue refinanciar seu veículo, seu imóvel quitado, além de penhorar diversos tipos de objetos de valor, pense nisto.