Conseguir um empréstimo pessoal sem consulta ou ainda, pegar um empréstimo com restrição no nome e sem burocracia, esse coquetel para sair de dívida parece que é o objetivo de milhares de pessoas com problemas financeiros nesse tempos. Se você tem restrição no nome, você com certeza já se deparou com alguns novos problemas, a falta de credibilidade para obter mais crédito.

Sem consulta é possível conseguir um empréstimo?

Todos nós já cometemos erros na administração do nosso dinheiro e como consequência, endividamento, nome sujo na praça e restrição ao crédito. Mas, qual tipo de empréstimo esta disponível para as pessoas com problemas financeiros que não tem consulta ao SPC e Serasa, que não tenha restrição e aceita o contratante mesmo tendo nome sujo (negativado)?

Conseguir um empréstimo pessoal sem consulta ou ainda, pegar um empréstimo com restrição no nome e sem burocracia, esse coquetel para sair de dívida parece que é o objetivo de milhares de pessoas com problemas financeiros nesse tempos.

Dinheiro disponível para quem nome sujo

Claro que para obter crédito sem dificuldade é preciso ter o nome limpo, sem restrição e histórico de crédito perfeito. Mas isso não é o único caminho. Aqui no Brasil você consegue dinheiro sem consulta e com nome sujo, mas paga por isso.

Existem empresas que estão dispostos em conceder esse tipo de empréstimo para pessoas com crédito restrito, de fato bancos e financeiras concedem o empréstimo pessoal com nome sujo utilizando a consignação em folha ou empréstimo no salário, essa é a boa notícia, a notícia ruim é que nem todos tem acesso a linha de crédito.

Os juros para empréstimo de negativado são altos

Você pode solicitar o empréstimo consignado por exemplo ou solicitar um empréstimo na Crefisa, neste caso vai pagar um juros de até 24,60% ao mês.

Vale mencionar que nas grandes cidades existem diversas empresas, associações e emprestadores idôneos que fazem essa operação. Mas digo com toda certeza, como os juros não vale a pena. Se você esta procurando um empréstimo sem consulta, com nome sujo e sem burocracia, fique esperto, principalmente se for pela internet ou telefone.

Jamais pague adiantando qualquer provável parcela desse financiamento. Esse tipo de golpe na praça financeira é bem comum por pessoas que se passam por empresas. Cuidado também ao repassar informações a desconhecidos. Em nenhuma financeira vão pedir dados como senha de acesso da sua conta, seja corrente ou poupança.

Empréstimos online

Existem algumas financeiras que oferecem dinheiro para quem está com o nome sujo. Hoje, você pode fazer uma simulação sem sair de casa. Na internet é possível verificar os valores disponíveis, opções de pagamentos e as instruções para fazer o pedido do valor. No site da Simplic, por exemplo, o consumidor consegue escolher o valor que deseja.

Existem outras plataformas online que oferecem crédito, porém é preciso ficar atento aos detalhes, se tem endereço, e-mail, telefone de contato, entre outros. Esses pontos são importantes, pois mostram como o consumidor pode resolver dúvidas e formalizar um contato.

Uma dica legal antes de fechar qualquer contrato de empréstimo sem consulta é pesquisar no Reclame Aqui. Nesse site você encontrará comentários de consumidores e situações vividas por eles. Ali, a empresa também responde sobre o ocorrido e você consegue avaliar a postura dela. A decisão então fica mais clara e o consumidor tem liberdade de escolher ciente do atendimento e dos problemas passados por outras pessoas.

Consulta de nome no SPC/Serasa

Pesquise e se informa se o seu nome está mesmo inscrito na lista dos órgãos de proteção ao crédito. O ideal é fazer isso para depois entrar em contato  com as financeiras que disponibilizam o dinheiro para quem tem nome sujo. Aliás, você pode ter até mais facilidades se descobrir que o nome não está no SPC/Serasa.

Na prática, o consumidor realmente paga mais caro pelo dinheiro emprestado. As taxas podem variar bem de banco para banco, mas elas certamente são maiores. Se compararmos com quem pega crédito e tem o nome limpo, perceberemos a diferenças. É comum em média, por exemplo,  taxas de 3% a 5%. Quem está negativado encontra índices que ultrapassam 12% ao mês.

A justificativa para taxas altos é o risco de emprestar e não ter de volta o dinheiro. Os bancos e financeiras entendem que o consumidor que pega empréstimo com o nome sujo está desequilibrado financeiramente. Por isso, o risco é considerado grande, independentemente da realidade mesmo do consumidor.

Abuso ou não, o consumidor precisa ficar atento e comparar as taxas antes de fechar um contrato de empréstimo sem consulta.

Sem consulta e Nome sujo
Média 4.938 votos