Como limpar seu nome sujo e recuperar crédito na praça? Uma das experiências mais arrasadoras na vida de uma pessoa é quando perde seu crédito na praça e tem seu nome cadastrado no SPC e Serasa e outros órgãos.  Mas, será que dá pra resolver esse dilema sem enfrentar ainda mais outros desafios?

Recuperar crédito na praça é possível?

Então, ficar por ai tentando pegar mais empréstimo com nome sujo ou empréstimo para negativados não vai de forma alguma resolver suas necessidades, na verdade vai piorar um pouco mais dependendo de quem você tomar este crédito. Renegociar pagamento ou empréstimo com fiador ou sem fiador são soluções interessantes

Como recuperar seu crédito pessoal na prática

Pense que a melhor opção é você tentar recuperar seu crédito, mesmo que seja a longo prazo. Para recuperar o seu crédito você deve observar e seguir alguns passos simples mais importantes, veja quais são:

1. Confirme se seu nome está negativado

Verifique os seus relatórios de crédito no SPC, Serasa, CCF e outros – Esse passo servirá para você saber quais empresas e credores esta te cobrando. Você consegue os relatórios dos órgão gratuitamente se dirigindo as estabelecimentos da sua cidade.

2. Negocie suas dívidas

Se estiver com o nome negativado, busque negociar as dívidas. Aqui é um ponto importante, pois é com a negociação que você vai limpar seu nome e recuperar o crédito. Aqui também é importante o consumidor se atentar, buscar meios de negociar e baixar as taxas de juros.

Fique atento para as porcentagens altas e não caia numa negociação abusiva. Órgãos como o Procon possuem um núcleo que atende demandas relacionadas a bancos e financeiras. Busque com esse profissional a orientação para negociar sem juros abusivos. O Procon, independentemente do estado, pode e realiza essa intermediação sem qualquer custo para o consumidor.

3. Cumpra seus acordos

Quando fizer os acordos evite faltar com os pagamentos – É importante que você evite faltar com qualquer compromisso de pagamento enquanto você estiver recuperando seu crédito.

4. Busque trabalhos para quitar as contas

Trabalhar para saldar todas as dívida – A fim de recuperar seu crédito realmente, você vai ser obrigado a trabalhar um pouco mais para pagar todas as dívidas.

5. Seja um bom pagador e participe do cadastro

Se inscreva no “Cadastro Positivo“, com os pagamentos das dívidas sendo feito em dia, inclusive as contas de consumo, agua, luz, telefone e cartões, construir um novo histórico fica mais fácil. Um bom histórico de pagamentos ajuda a recuperar e melhorar o seu crédito.

6. Faça um planejamento financeiro

Reestruture seus planos de gastos – Para a recuperação de seu crédito efetivamente, é importante que você consiga reestruturar a forma como gasta seus recursos financeiros. Sabendo gastar, também saberá economizar e consequentemente a baixa das dividas será mais rápida.

Então, essas foram apenas algumas dicas de etapas que você pode seguir e recuperar o crédito na praça, claro que não é regra, procure um especialista ou construa seu plano de recuperação de dívidas sem se afundar ainda mais com outras solicitações de empréstimo facilitado.

Volte a comprar a prazo e movimentar sua conta bancária

Se você negociou, está pagando em dia e se planejou, agora é voltar a comprar. As compras a prazo e a movimentação na conta corrente são dois pontos importantes analisados por bancos. A partir dessas movimentações é que eles analisam o momento atual do cliente, se ele está voltando a ser um consumidor em potencial.

Normalmente, o score no SPC ou Serasa não fica em um bom índice após o nome ter ficado sujo. Essa mudança normalmente demora mais para ocorrer e os pontos aumentam conforme suas movimentações. Portanto, se organiza e só volte comprar se realmente conseguir pagar, pois do contrário pode entrar em um problema ainda maior.

Daqui para frente, independentemente de recuperar crédito hoje ou mais para frente, é fundamental se organizar. O planejamento sempre vai fazer diferença na vida de qualquer consumidor. São as informações presentes numa planilha que vão ajudar o cliente a tomar uma decisão, comprar um bem ou não.

O consumidor precisa ter um ato consciente na hora de comprar. A tendência é que esse processo de entendimento cresça a partir dessas experiências que o consumidor vem vivendo, inclusive as que estão relacionadas às dívidas. Hoje, o Brasil tem mais de 62 milhões de endividados.

Recuperar crédito na praça para comprar a prazo
Média 548 votos