Estou desempregado há seis meses e não disponho mais de recursos financeiros para viver. Possuo dívidas que não consegui pagar e, por isso, estou com restrições em meu CPF. Por causa disso, estou enfrentando sérias dificuldades de conseguir um emprego.

Já fui recusado em diversos processos seletivos e estou certo de que é em virtude do problema com meu CPF. Minha mãe trabalha, mas ganha pouco. Meu pai é aposentado e, em virtude de uma doença pulmonar, foi proibido pelos médicos de trabalhar (mesmo aposentado, antes da proibição médica, ele estava trabalhando na área administrativa de um hospital como cooperado).

Os recursos financeiros auferidos – salário da minha mãe e aposentadoria do meu pai – são destinados à manutenção da casa (aluguel, água, luz) e alimentação. Ajudei meus pais, os quais estavam também endividados, o quanto pude (rescisão contratual de meu último emprego, seguro desemprego).

Ou isso, ou perderíamos o pouco que temos – não podia deixá-los “na mão”, ainda mais com a doença do meu pai. Agora, sou eu quem está necessitando de apoio. O problema é que eu não tenho a quem recorrer. Já esgotei todas as possibilidades.

Estou paralisado, sem saber o que fazer. A única coisa que eu desejo é pagar minhas dívidas, reerguer-me um pouco e conseguir um emprego. Eu sempre trabalhei. Reunidas as condições – inclusive aumentando um pouco minha auto-estima, a qual está abalada –, tenho certeza de que conseguirei uma recolocação profissional rapidamente. Se você estiver disposto a me ajudar, será ressarcido devidamente. Preciso de R$20.000,00. Sou uma pessoa idônea.

Combinadas as condições dessa restituição, jamais me afastarei do compromisso de devolver a quantia – e de, preliminarmente, demonstrar o que fiz com o dinheiro, mostrando documentos e comprovantes. Nunca pensei estar em uma situação assim e tudo o que tenho para oferecer nesse momento é minha honestidade, fruto da sólida criação que recebi de meus pais.

Caso isso ainda tenha algum valor e se você puder me apoiar sem se prejudicar, esteja certo de minha responsabilidade com a devolução da quantia, de minha luta, e de que ganhará um companheiro de estrada para toda a vida. Obrigado.

Nota: Esse é um breve relato de um endividado com dificuldades para pagar suas dívidas. E assim, os agiotas vão ganhando dinheiro …